Arquitetura de Negócios

Arquitetura de Negócios

O diferencial para quem busca estar bem posicionado no mercado

Quando se fala em arquitetura de negócios, busca-se definir padrões, inovar, criar credibilidade e satisfazer as necessidades dos clientes. Todos esses fatores bem planejados podem proporcionar a boa imagem da empresa e tornar possível  que os clientes voltem cada vez mais.

Nesse pensamento, a arquitetura visa oferecer diferentes experiências ao cliente, funcionário, fornecedor e demais ‘ocupantes” do espaço arquitetônico. Sendo assim, o empresário que cuida desse segmento com atenção, sem dúvida estará a frente de sua concorrência.

O bom projeto de arquitetura comercial é aquele que capta as necessidades e entende o negócio, é realista e viável. Torna-se um bom investimento ao empresário e permite o retorno rápido do valor investido. Estudamos, para isso, a estrutura necessária ao negócio, o perfil do cliente/ consumidor/usuário, as necessidades ergonômicas dos funcionários e a legislação arquitetônica que vigora naquele seguimento ou local.

O trabalho do arquiteto é unir os anseios do cliente com os seus conhecimentos.  Primeiramente, o layout tem por objetivo a correta utilização dos espaços para maximizar o lucro e o retorno do investimento da área ocupada. É importante saber que  o layout não deve apenas ser desenvolvido com rigor estético, ele precisa ser funcional para facilitar o trafego, a escolha e o retorno do cliente.

Mas não é só isso, a imagem da empresa é a primeira impressão que se tem do serviço ou produto oferecido. Obviamente, é nossa função busca comunicar uma imagem singular que influencie positivamente e corretamente as pessoas usuárias deste espaço.

 

Cada projeto comercial deve representar fiel e claramente a imagem da empresa. A iluminação é uma das principais ferramentas utilizadas para simular alterações nos espaços ou ainda tapear nossos sentidos. Bem integrada a estratégia do negócio, ela se torna uma poderosa e indispensável ferramenta de marketing. Juntamente com a boa sinalização, funcionam como ” vendedores silenciosos” , capazes de transmitir ao cliente a imagem clara e concisa da identidade da empresa.

A atmosfera a ser criada no ambiente está diretamente ligada as características estéticas dos materiais. Estes também estão cobertos de simbolismos gerando diferentes interpretações e estímulos. Considerar e avaliar as características funcionais dos materiais a serem utilizados é fundamental para um correto funcionamento do ambiente, como a durabilidade, a resistência e a manutenção.

Por fim, a fachada deve ter uma arquitetura que crie um conceito visual externo, traduzindo a identidade e o perfil do negócio. A fachada deve causar impacto , despertar atenção e a curiosidade, proporcionando dessa forma uma maior  aproximação do cliente.

Lembre-se que o objetivo de um projeto de arquitetura comercial é trazer mais clientes para sua empresa. Seu negócio deve se diferenciar no meio da concorrência e prover uma boa experiência para o consumidor para que, assim, você possa fidelizá-lo. E, acredite, a arquitetura te ajuda chegar a bons resultados.

0 Comentários
Deixe um comentário